JOSÉ CLÁUDIO 14/10/2021

A arte ultrapassa barreiras consideradas intransponíveis, desta forma, o talento não reconhece limitações convencionais. Representando o Piauí, artista da APAE de Teresina participam do Festival Internacional de Dança de Joinville Santa Catarina.

 

Nos dias 13, 14 e 15 de outubro de 2021, a delegação cultural piauiense cumpre uma vasta programação na capital nacional da dança. Formada por coreógrafos, professores, dançarinos, o Coordenador Estadual de Arte, José Cláudio e a Presidente da Federação Estadual das APAEs Keyla Linez, a equipe se articula, troca experiências e demonstra organização e habilidades no cenário e contextos do referido Festival.

 

Coordenador de Artes – José Cláudio e Presidente da Federação Estadual das APAEs do Piauí Keyla Linez (Sra. de máscara branca) ao lado de integrantes da delegação APAEana do Piauí

 

Além da agenda de trabalhos técnicos, todos tomam parte em um cronograma de lazer e turismo, onde na quarta–feira, desfrutaram das maravilhas do parque Beto Carreiro, um dos maiores das américa.

 

Delegação APAEana aproveitando o momento de lazer no Parque Beto Carreiro, um dos maiores das américa

 

No dia 14, quinta–feira, o corpo de baile se apresenta em três palcos distintos em Joinville em horários alternados, dividindo a emoção e a magia da dança piauiense, com um seleto público consumidor da edificadora cultura.

 

Na sexta, dia 15, o grupo retorna às suas origens, trazendo na bagagem muita felicidade e o conhecimento absorvido em tão produtivo período.

 

Coordenador Estadual de Arte – José Cláudio Barbosa Santos

 

É a primeira vez que a arte das APAEs do Piauí integram e promovem a inclusão neste Festival, com uma representatividade grandiosa, sendo o único do nordeste, nesta edição. É uma grande conquista do Piauí, com traços elesbonenses, pela condução da produção da arte APAEana no nosso estado, pelo Professor José Cláudio Barbosa. Que novas oportunidades se apresentem aos conquistadores de objetivos.

 

Acompanhem as palavras do Coordenador Estadual de Arte das APAEs do Piauí – José Cláudio falando sobre a viagem a Joinville Santa Catarina:

 

JOSÉ CLÁUDIO 12/10/2021

O Grupo de Dança da APAE de Teresina estará embarcando hoje 12 de outubro de 2021, para Joinville – SC, onde estará representando a arte APAEana do nosso estado no Festival Internacional de Dança de Joinville – SC, o evento acontecerá a partir de 12 de outubro e estenderá até 15 deste mesmo mês, o Piauí será representado pelo grupo de dança da APAE de Teresina, o qual foi consagrado como, o melhor grupo de dança, desta categoria, no estado no último Festival Estadual “Nossa Arte”, realizado, nos dias 11,12 e 13 de junho de 2019 no teatro 04 de setembro em Teresina – PI.  

 

 

Imagem produzida durante a realização do decimo Festival Estadual Nossa Arte realizado nos dias 11,12 e 13 de junho de 2019 no teatro 04 de setembro em Teresina – PI

 

 

O elesbonense José Cláudio Barbosa Santos – Coordenador Estadual de Arte e Cultura das APAEAs do Piauí, estará junto com a delegação apaiana, apresentando os artistas piauienses no Festival.

 

“O fato é uma conquista inédita para nossa cultura artística. Esperamos corresponder à oportunidade e abrir caminhos para novos avanços”, caracterizou assim, o Coordenador Estadual de Arte e Cultura das APAEAs do Piauí – José Cláudio, a participação do grupo de dança da APAE de Teresina no evento.

 

Acompanhem o convite dos companheiros apaeanos Sérgio Feldhaus  Coordenador Nacional de Arte e Cultura, e William Ferreira – Diretor Social da APAE:

 

JOSÉ CLÁUDIO 17/09/2021

O evento aconteceu na última quarta-feira, dia 15 de setembro, com início às 19h30min, no centro cultural “Crisálida”.

 

O projeto de moda Perfil Fashion Model, recebeu um público seleto, dentro das medidas de enfrentamento à pandemia da covid - 19. No ensejo, lojas locais colocaram na passarela suas tendências disponíveis, impecavelmente apresentadas por um casting de modelos graciosos.

 

Casting de modelos de modelos do PFM desfilando

 

A mostra aconteceu, graças ao empenho de uma produção dinâmica e a versatilidade dos modelos, que em preparação desde julho, demonstraram segurança e uma técnica de performance e andamento muito elaborada, enriquecendo o visual do desfile e realçando as peças comercializadas pelos lojistas participantes.

 

Casting de modelos de modelos do PFM desfilando

 

Tiveram acesso presencial ao evento, apenas familiares, convidados representantes dos modelos e alguns proprietários de lojas.

 

Público restrito assistindo ao Casting de modelos de modelos do PFM desfilando

 

Todas as etapas do trabalho foram adaptadas e planejadas, baseadas na promoção da saúde, no bem estar social e na superação cultural.

 

Público restrito assistindo ao Casting de modelos de modelos do PFM desfilando

 

Todo o material produzido, em vídeos e fotografias, será apresentado ao público, através das redes sociais do projeto e parceiros da iniciativa.

 

Alguns membros da equipe de produção do PFM

 

Links das redes sócias do projeto de moda Perfil Fashion Model – PFM:

 

Instagram: https://instagram.com/perfil_fashion_model?utm_medium=copy_link

Canal no Youtube: https://youtube.com/channel/UCMGjGlWASDoHFRjUr5D5-dw

JOSÉ CLÁUDIO 15/08/2021

A longevidade é um privilégio, uma bênção do pai criador. Conquistar a generosidade do tempo e merecer a sua  acolhida,  podendo desfrutar de harmonia, saúde e o amor de uma numerosa e promissora família, é motivos de infinitos agradecimentos.

 

 

Delfina Maria de Moura, no auge de seus recém completados 102 anos

 

 

Dona Delfina Moura foi predileta do bom Deus, para comtemplar suas dádivas, chegando aos 102 anos de idade, com perspectivas de tantos outros vindouros, com uma história digna de ser reverenciada, pela construção de marcos raros e nobres ao longo de sua existência, entre os seus, e extensivos a todos à sua volta e na comunidade. Sua religiosidade é de um poder de fé inabalável.

 

 

Dona Delfina é uma senhora de fé inabalável e grande devota de São José

 

 

Sua devoção a São José, é uma fortaleza que abriga as preciosas relíquias, provenientes do amor e da fraternidade familiar. Cercada de carinho e respeito, a matriarca solidifica os laços biológicos e afetivos, inspirando a continuidade de uma geração de pessoas fortes, inteligentes e sensíveis. Delfina Maria de Moura, nascida em 15 de agosto de 1919, na localidade Santa Maria, neste município. Sua mãe morreu de parto, esta ficou aos cuidados de seu pai e das amigas da família, Papê e Luzia, a "ZIA".

 

 

Aos 10 anos ficou órfã de pai, ficando sob a responsabilidade dos irmãos, João Veloso e José Veloso.

 

 

Em outubro de 1940, casou- se com Benedito da Silva Moura, que passaram a morar na localidade Brejinho, formando uma numerosa família, de muitos préstimos e contribuições relevantes à cidade de Elesbão Veloso. São 10 filhos: Francisco Moura, Raimundo Moura, José Moura, João Moura, Maria Moura, Manoel Moura, Joana Moura, Isabel Moura, Socorro Moura, Ana Moura, e ainda, 34 netos, 46 bisnetos e 7 trinetos. Que as glórias divinas, sejam o amparo para os sonhos e os desejos de todos, que a vida seja frutífera em sua essência e agracie  dona Delfina, com luz, paz e amor infindo.

 

 

Dona Delfina cercada pelos seus 10 filhos

 

 

Dona Delfina ao lado de seus 10 filhos:

 

 

JOSÉ CLÁUDIO 10/08/2021

Como o sol surge para as manhãs, nasceu a FUNDEIC para os ideais da cultura artística de Elesbão Veloso. Entidade moldada na persistência e revestida por determinação, ancora os mais vultosos anseios de promissores avanços no campo da produção cultural.

 

A Fundação de Desenvolvimento Intelectual e Cultural – FUNDEIC, com apenas três anos de existência nesta terça 10 de Agosto, e com uma estrutura mínima disponível, tem desbravado o conhecimento e incentivado as boas iniciativas.

 

Formada por um grupo de literatos, artistas e produtores culturais, visa conquistar o protagonismo e a independência dos fazeres enobrecedores, acolhendo, projetando, formando e atuando como vitrine aos olhares mais apurados do bem, e das boas nuances dos elesbonenses.

 

A Presidente da instituição, a professora e escritora Celina Silva, falou à reportagem da Vale FM, manifestando sua satisfação pelo momento e evidenciante a grande relevância da entidade, na representatividade do ativismo cultural no município.

 

Acompanhem o que disse a nossa reportagem a professora e escritora Celina Silva:

 

JOSÉ CLÁUDIO 29/07/2021

Fonte de vida e de ideais prósperos... Assim fora o riacho Coroatá, para uma geração, não tão distante assim, da nossa. Para entendermos a importância deste manancial  em nossas vidas, basta um breve refletir, sobre as razões que levaram as instalações do povoado Coroatá, às suas margens, há várias décadas atrás.

 

 

Atual estado de conservação do riacho Coroatá no perímetro urbano

 

 

Elesbão Veloso não seria geograficamente situada, onde é hoje, se as águas do Coroatá, pela riqueza que representava, não tivesse atraído o interesse de fazendeiros, criadores, mercadores e negociantes. Aqui, banhados pelas aguas frescas do '' Velho Coró'', e em suas márgens férteis, frutificaram muitos sonhos e projetos exitosos, que possibilitaram ser o que somos, como população. Das nascentes vigorosas do nosso riacho, beberam potenciais ideológicos, audaciosos e entusiastas, que fizeram surgir uma cidade, de uma gente saudável e forte para o labor.

 

 

Atual estado de conservação do riacho Coroatá no perímetro urbano

 

 

Foi o curso de águas cristalinas do riacho Coroatá, a maior pilastra na construção do nosso povo.

 

 

A atualidade é desoladora. Ver agonizar um patriarca, da mais imponente envergadura, genitor de tantas riquezas, é inquietante aos sensíveis, martirizante à sua prole. O que acontece ao Riacho Coroatá, em nosso tempo, é o retrato do descaso com o valioso patrimônio de uma gente.

 

 

O abandono da nossa principal fonte de vida, é fruto da ingratidão, da mecanização humana, de olhos fincados na modernidade gananciosa, afogados nos próprios dejetos. É como emporcalhar a cama onde descansara, deixando que a imundice adone-se, do leito que o acolherá ao sucumbir mortalmente.

 

 

Esgoto urbano sendo despejado dentro do riacho Coroatá

 

 

Muitos vêem a destruição implacável, há quem enxergue o danoso e fatídico desastre...Talvez nos falte a coragem, para buscar os meios, justos e necessários, para preservarmos nossa grande referência vital.

 

 

Águas do riacho Coroatá totalmente poluídas

 

 

Muitos discursos já proferiram a solução, tantas verbalizações soaram como denúncia, quantas medidas efetivas?

 

 

Riacho Coroatá agonizando, com suas águas totalmente poluídas, suas matas ciliares totalmente destruídas, e recebendo diariamente centenas de litros de esgoto urbano

 

 

É uma tragédia anunciada, todos sabem que ocorrerá, porém, quem ostenta o poder, cozinha em banho- maria a indignação contida de uma comunidade. É preciso deixar de romantizar a situação do velho Coroatá, e colocá-lo numa realidade viável, palpável e financiável. Sua recuperação pode ser onerosa, mas, rentável à nossa vida, à nossa história e um legado para a posteridade.

JOSÉ CLÁUDIO 19/07/2021

De voz charmosa e cativante, a elesbonense Marlene Magalhães, radialista e comunicadora, concedeu entrevista ao programa Show da Manhã, deste último sábado 17/07, no quadro Pauta Cultural, com o apresentador José Cláudio. O carisma e a competência da radialista, fez- se notar em sua brilhante abordagem de fala diante das indagações do entrevistador.

 

Marlene discorreu sobre sua trajetória no segmento da comunicação, suas raízes em Elesbão Veloso e os desafios superados, em busca do bom desempenho em sua carreira. Com um legado valioso em vários campos do conhecimento, a comunicadora, também, mencionou seus dons literários, poéticos e informativos, registrados em livros e jornais periódicos, escritos e publicados em Elesbão Veloso.

 

Na conversa, muitas referências importantes foram evidenciadas. Marlene Magalhães, é um dos nomes reluzentes da constelação de altíssima grandeza, que compõe o universo radiofônico do nosso Piauí. Uma ilustre elesbonense, que honra suas origens e enriquece os seus conterrâneos com dignidade.

 

Acompanhe a entrevista com riqueza de detalhes e aprecie o conteúdo vultuoso da entrevistada:

 

JOSÉ CLÁUDIO 14/06/2021

Em 13 de junho de 2021, domingo último, foi eleita a nova diretoria da Fundação de Desenvolvimento Intelectual e Cultural de Elesbão Veloso - FUNDEIC. Entidade privada de interesse coletivo, de iniciativa da comunidade artística da cidade e com foco nas áreas da educação, desenvolvimento social, cultura e patrimônio histórico.

 

 

A eleição ocorreu de maneira adequada aos protocolos de combate à pandemia da covid-19, em horário flexível aos sócios e diretores da referida organização. De 08 às 11h, os membros compareceram, confirmando os nomes postos para o próximo mandato e assinando os documentos de praxe.

 

 

 

                                                                                                       Comissão eleitoral

 

 

 

Todo o processo ocorreu na residência da professora e escritora Celina Silva, presidente da FUNDEIC, com uma expressiva participação dos integrantes.

 

 

A diretoria aprovada, eleita e empossada, terá um mandato de três anos, correspondente a junho de 2021 até junho de 2024, com a seguinte composição:

 

 

DIRETORIA EXECUTIVA

 

 

Presidente: Maria Celina e Silva;

Vice-presidente: Maria Francisca Oliveira Bezerra;

Secretária Geral: Teresinha de Jesus Sousa Marques;

Diretora Financeira: Edna Maria da Silva Barreto;

Diretor de Planejamento e Dinâmica Social: José Claudio Barbosa Santos,

Diretor de Esporte: Antônio dos Reis,

Diretor de Comunicação: Reinaldo Adriano de Macedo;

Diretor Jurídico: Aloísio Lima Verde Barbosa.

 

 

CONSELHO FISCAL - TITULARES:

 

José Galdino Sério Filho;

Maria José e Silva Oliveira;

Cláudia Patrícia da Silva Sousa.

 

 

Suplentes:

 

José Rodrigues de oliveira;

Maria do Ó Silva,

Francisco Wanderson da Silva.

 

 

Com o objetivo de fazer fruir o conhecimento e as práticas artísticas em nossa região, bem como o desenvolvimento humano, os novos diretores assumem seus compromissos com base no Estatuto da entidade que representam.

 

 

A todos, sucesso e boas conquistas em seus propósitos.

 

 

Ouçam o que falaram à nossa reportagem a Presidente Maria Celina e Silva e o Diretor de Planejamento e Dinâmica Social, José Cláudio:

 

 

Celina Silva - Presidente da FUNDEIC

 

 

 

 

José Cláudio - Diretor de Planejamento e Dinâmica Social da FUNDEIC

 

 

JOSÉ CLÁUDIO 24/05/2021

Toda história tem sua origem ancorada em fatos, acontecimentos e peculiaridades que configuram seu marco principal, de onde desencadeará seu desenvolvimento. Elesbão Veloso, embora ainda no frescor da juventude, com apenas 67 anos de emancipação política, tem muitas de suas características perdidas no tempo, uma memória histórica e cultural carente de estudos, pesquisas e resgates urgentes. Muitas peças valiosas do nosso tesouro precisam ser garimpadas, outras encontram-se esquecidas em recantos empoeirados ornando com o descaso.

 

Foto histórica da cidade de Elesbão Veloso

 

É de uma necessidade extrema, olharmos para o nosso patrimônio histórico, material e imaterial, que se deteriora ao bel prazer do calendário cronológico e da ação nefasta da insensibilidade.

 

Do pouco que ainda podemos encontrar dos nossos primórdios, muito está desmoronando, entrando em extinção ou sucumbindo às culturas importadas, que não dizem nada de útil a nós, nem nos representam diante de nossas raízes genuínas. É gritante a necessidade de buscarmos nossa identidade enquanto esta ainda encontra- se ao nosso alcance.

 

Elaise Holanda modelo elesbonense

 

Os órgão competentes precisam agir, as autoridades precisam fazer jus às funções que lhes foram atribuídas, os artistas devem movimentar-se pela vitalidade de sua arte, a população carece de estímulo para se reconhecer.

 

A propósito disso, nos trouxe questões instigantes e revelações inquietantes sobre nossos traços pretéritos, o professor, historiador e um grande batalhador pela valorização da nossa piauiensidade, de nosso pertencimento às matizes valencianas e nossa autoestima de um povo autêntico, o grande Antônio José Mambenga, um vulto de magnitude reverenciável em nossa região.

 

Antônio José Mambenga professor, historiador e grande batalhador pela valorização piauiensidade

 

Em sua fala sobre as ligações e circunstâncias dos desmembramentos do Vale do Sambito, tendo Valença como a genitora próspera, nos remete a um passado que nos faz querer, nos encontrarmos no presente.

 

Com a palavra o mestre, Antônio José Mambenga:

 

JOSÉ CLÁUDIO 22/05/2021

Com suas ações suspensas presencialmente desde o início da pandemia da covid-19, o projeto de moda de Elesbão Veloso Perfil Fashion Model, se articula com a possibilidade de um retorno, ainda obedecendo restrições, mas retomando com mais consistência as suas inerentes performances.

 

Logomarca do projeto Perfil Fashion Model

 

O coletivo que tem como foco a cultura artística voltada para o segmento da moda, manteve seu elenco e produção em atividades constantes mesmo em período pandêmico, optando pelas ações virtuais, remotas e seguras, respeitando as orientações das autoridades em saúde, porém, pela necessidade vital do Projeto, a implementação de uma estratégia mais eficaz tornou-se urgente.

 

Parte do casting de modelos do projeto

 

Pensando no bem de todos e por entender a real situação, os coordenadores estão estudando as dinâmicas mais acertadas e o período mais oportuno para a volta da interatividade almejada por todos os integrantes e parceiros da iniciativa.

 

Casting e comissão organizadora do projeto Perfil Fashion Model

 

Neste final de maio, serão realizados os planejamentos e a reestruturação e no início de junho, as práticas já poderão ser vivenciadas.

 

Ouça o que dizem os modelos: Maicon Raian, Déborah Cavalcante, Gabriel Barreto e Mayra Elaine, sobre o projeto:

 

 

 

 

 

 

A comissão organizadora deseja a todos os membros do PFM uma boa sorte, e muito sucesso a estes baluartes da boa cultura da nossa cidade.