MARCOS WILLIAM 05/04/2021

O cantor Chacal, da cidade de Oeiras/PI, foi hospitalizado devido complicações causadas pela Covid-19, em São Paulo. As informações são do Oeiras em Foco.

 

Sempre alegre e passando energias positivas, o cantor usou suas redes sociais nesse domingo (04/04) para pedir a ele energias positivas e orações.

 

No stories de seu Instagram o cantor escreveu: "sempre posto coisas legais, mais infelizmente é verdade, estou com Covid-19 em um nível avançado, orem por mim, Deus sabe tudo".

 

 

O cantor Chacal Santos tem mais de 13 mil seguidores do Instagram, e ficou conhecido pela música "cachorro", conforme o seu cana do YouTube há mais de 278 mil visualizações.

 

Veja o vídeo abaixo:

 

 

 

Fonte: Oeiras em Foco

MARCOS WILLIAM 03/04/2021

O cantor Agnaldo Timóteo, uma das vozes mais conhecidas da música romântica brasileira, morreu de Covid, após 21 dias de internação, neste sábado (3) no Rio. Ele tinha 84 anos.

 

 

O cantor iniciou a carreira na década de 1960 e se consolidou com canções românticas. Na política, teve mandatos como deputado federal e vereador em São Paulo e no Rio de Janeiro.

 

Agnaldo estava internado desde o dia 17 de março na UTI do Hospital Casa São Bernardo, na Zona Oeste do Rio. Médicos acreditam que o artista de 84 anos contraiu o coronavírus no intervalo entre a primeira e a segunda dose da vacina.

 

No último dia 27, Agnaldo precisou ser intubado para "ser tratado de forma mais segura" contra a doença, segundo a família.

 

Sobrinho de Agnaldo Timóteo confirma falecimento do cantor em postagem nas redes sociais

 

"É com imenso pesar que comunicamos o FALECIMENTO do nosso querido e amado Agnaldo Timóteo. Agnaldo Timóteo não resistiu as complicações decorrentes do COVID-19 e faleceu hoje às 10:45 horas. Temos a convicção que Timóteo deu o seu Melhor para vencer essa batalha e a venceu! Agnaldo Timóteo viverá eternamente em nossos corações! A família agradece todo o apoio e profissionalismo da Rede Hospital Casa São Bernardo nessa batalha", disse a família, em nota.

 

Trajetória

 

 

Agnaldo Timóteo Pereira, mais conhecido como Agnaldo Timóteo, nasceu em Caratinga, no interior de Minas Gerais, em 16 de outubro de 1936.

 

Apaixonado por música desde cedo, se apresentava em circos itinerantes que chegavam à cidade.

 

Timóteo passou a cantar em programas de calouro em rádios de Caratinga, Governador Valadares e Belo Horizonte. Ele conciliava as apresentações com o trabalho de torneiro mecânico. Em Minas, interpretava canções de Cauby Peixoto e ficou conhecido como “Cauby mineiro”.

 

Na década de 1960, se mudou para o Rio de Janeiro atrás de oportunidades na música e começou a trabalhar como motorista da cantora Ângela Maria.

​​​

 

Timóteo gravou seu primeiro disco após indicação da cantora em 1961, mas demorou a estourar.

 

 

A projeção veio após participação no programa de Jair de Taumaturgo na TV Rio, quando ganhou todos os prêmios do programa e foi contratado pela gravadora EMI-Odeon.

 

Com o LP "Surge um Astro", emplacou o hit "Mamãe" (versão de "La Mamma", de Charles Aznavour) e passou a participar do programa “Jovem Guarda”. O início da carreira foi todo focado em versões de sucessos internacionais.

 

Com o álbum “Obrigado Querida”, lançado em 1967, alcançou o primeiro lugar nas gravadoras do país e seu primeiro grande hit foi “Meu grito”, canção de Roberto Carlos.

 

A partir de então, se consolida como cantor romântico e lança outros sucessos como “Ave-Maria”, “Verdes campos” e “A galeria do amor”. Agnaldo Timóteo gravou mais de 50 discos, alternando entre o romântico e o brega.

 

Trajetória política

​​​​​​

 

Timóteo iniciou sua atuação como político em 1982, quando foi eleito deputado federal no Rio de Janeiro pelo PDT.

 

Durante o mandato, brigou com Leonel Brizola e transferiu-se para o extinto PDS.

 

Candidatou-se ao governo do Estado em 1986, mas foi derrotado por Moreira Franco.

 

Foi eleito novamente deputado federal em 1994, e renunciou dois anos depois para assumir como vereador na cidade do Rio de Janeiro.

 

Em 2005, assumiu como vereador em São Paulo pelo Partido Progressista, e foi reeleito em 2008.

 

Fonte: G1.com

MARCOS WILLIAM 28/03/2021

"Em 27 de março, do ano 2004, aconteceu uma tragédia, veja como foi o fato...". Assim Buscapé, vocalista da Arreio de ouro, começa a música em homenagem a Kara Veia, que você pode ouvir logo abaixo. Hoje, dia 27 de março, completamos 16 anos desde que Kara Veia, considerado um dos ou o maior cantor do Forró de vaquejada já existente, tirou a própria vida.

 

 

 

Podemos ver como a morte do cantor foi prematura quando vemos que ele faleceu em 2004, mas estourou e começou a fazer sucesso de verdade em 2001, com a música "Foi você", que pode ser escutada logo abaixo.

 

 

 

O Rei das Vaquejadas, assim ele era conhecido e é lembrado até os dias de hoje. Pessoas mais novas podem não conhecer a fundo a história do cantor e confesso que nem mesmo este que escreve sabia muito há alguns anos, mas conhecer a obra de Kara Veia é quase obrigação para todos aqueles que apreciam o Forró de Vaquejada hoje em dia, que tem como principal nome atualmente o cantor Mano Walter.

 

Antes de sua carreira solo, Kara Veia passou 11 anos formando dupla com "Perreca", até o lançamento de seu segundo CD, onde estourou de vez. Vale lembrar que seu primeiro CD tinha muito mais toadas, a cantoria do vaqueiro, do que Forró. Já do segundo em diante o Forró dominou definitivamente o seu estilo, mas sem esquecer as origens.

 

Podemos ver como a morte do cantor foi prematura quando vemos que ele faleceu em 2004, mas estourou e começou a fazer sucesso de verdade em 2001, com a música "Foi você", que pode ser escutada logo abaixo.

 

Foi aí que Kara Veia, que além de cantor era locutor de vaquejadas, alcançou o tão sonhado sucesso. O seu segundo CD, que vinha com a música "Foi você", ultrapassou as 80 mil cópias vendidas, número expressivo para um cantor que até aquele momento era desconhecido e que tinha um estilo musical diferente dos demais.

 

Esse foi apenas o primeiro grande sucesso de Kara Veia, que ainda gravou inúmeras músicas que são lembradas e tocadas até hoje, seja por rádios ou bandas em grandes vaquejadas. Nós destacamos duas delas. A primeira é "Filho sem sorte", ouça abaixo.

 

 

 

Outra que destacamos é "Mulher ingrata e fingida", que apesar de não ser uma composição de sua autoria, ficou famosa principalmente na sua voz e é uma das músicas mais conhecidas de todo o Forró de vaquejada. Ouça abaixo.

 

 

 

 

Kara Veia teve pouco tempo para mostrar o seu trabalho. O grande sucesso veio em 2001 e sua morte precoce aconteceu três anos depois, apesar desse pouco tempo, ele deixou sua marca na música nordestina. Há 16 anos Chã Preta, sua cidade natal, em Alagoas, chora a perda de seu filho mais ilustre, mas com muito orgulho de ter visto o seu talento se espalhar por toda uma região e inspirar tantos outros cantores nos anos seguintes.

 

Fica aqui a lembrança do Sua Música para o eterno Kara Veia, o Rei das Vaquejadas. E para finalizar, assista abaixo uma entrevista antiga do cantor em um programa do humorista Zé Lezim.

 

 

 

Morte de Kara Veia

 

No dia em questão, 27 de março de 2004, Kara Veia tirou a própria vida em seu apartamento, com um tiro na cabeça. Ele estava em seu apartamento e seu pai, que estava com ele, relatou que o cantor estava muito perturbado no dia e o havia pedido para ir buscar uma caneta no carro. Quando ele voltou, viu seu filho no chão. Na época a ex-esposa do cantor, com quem teve um filho, foi dada como um dos motivos do suicídio, já que os dois vinham se desentendendo por ciúmes e questões financeiras.

 

Ontem 27/03, o artista Tarcísio do acordeon lançou em todas as suas plataformas digitais um CD m homenagem a seu ídolo o cantor Kara Veia.

 

 

 

 

Link do CD no site Suamusica.com: https://www.suamusica.com.br/tarcisiodoacordeon/cd-tarcisio-do-acordeon-canta-kara-veia

 

Fonte: Suamusica.com

MARCOS WILLIAM 22/03/2021

O pernambucano Zé Vaqueiro, radicado em Fortaleza (CE), anunciou a primeira live do ano produzida por ele. Intitulada "Original", a transmissão acontecerá no dia 10 de abril, às 20h. O forrozeiro promete cantar canções como "Letícia" e “Volta comigo BB”.

 

De Ouricuri (PE), Zé Vaqueiro é o primeiro cantor a ser agenciado por Xand Avião — por meio da empresa Vybbe. Aos 22 anos, o jovem deixou a cidade natal para viver em Fortaleza com esposa e filho.  

 

A música na vida de Zé Vaqueiro vem do berço. Nara de Sá, mãe do cantor, também é cantora de forró em Pernambuco. O primeiro empurrão para subir em um palco foi dela.

 

Ascensão na pandemia 

 

Zé Vaqueiro segue com números expressivos e presença nos principais charts dos streamings. Ao todo, ele possui mais de 5 milhões de ouvintes mensais no Spotify. Em fevereiro deste ano, o forrozeiro alcançou 567 milhões de visualizações. O clipe "Letícia" foi uma das principais produções que levaram os dados expressivos.

 

Assista cinco sucessos do forrozeiro:

 

"Letícia":

 

 

"Volta Comigo BB":

 



"Tenho Medo":

 

 

"Meu Mel":

 

 

 

"Cangote":

 

 

 

Fonte: DiáriodoNordeste

MARCOS WILLIAM 19/03/2021

Usuários em todo o mundo relataram dificuldades para enviar e receber mensagens pelo WhatsApp e acessar o Instagram na tarde desta sexta-feira (19). O Facebook, que é dono dos dois apps, continuou no ar.

 

Os aplicativos ficaram fora do ar por cerca de 40 minutos e voltaram a funcionar perto das 15h10 (horário de Brasília).

 

Internautas comentaram sobre a queda a partir das 14h30 e compartilharam a hashtag #whatsappdown. O assunto rapidamente se tornou um dos mais comentados da plataforma.

 

Ao G1, o WhatsApp e o Instagram disseram estar investigando o ocorrido.

 

Registros de reclamações

 

O site DownDetector, que reúne reclamações, registrou pico de problemas no WhatsApp a partir das 14h30, com mais de 20 mil relatos.

 

Site Downdetector mostra pico de reclamações sobre o Instagram nesta sexta (19)

 

O serviço também mostrou mais de 18 mil reclamações sobre o funcionamento do Instagram.

 

Site Downdetector mostra pico de reclamações sobre o Instagram nesta sexta (19)

 

Fonte: G1

MARCOS WILLIAM 17/03/2021

O cantor Xand Avião é mais um dos nomes da música atingido com os efeitos da pandemia do coronavírus no setor de eventos. A coluna apurou com exclusividade que o forrozeiro demitiu parte da equipe de funcionários neste mês. A informação foi confirmada pela assessoria do artista na manhã desta última terça-feira (16). 

 

"Sem a previsão de retomada das apresentações públicas por conta da pandemia do Covid-19, e pelo atual momento que vários setores vivem, o cantor Xand Avião precisou demitir alguns funcionários. Após quase um ano mantendo seus músicos e equipe de produção, mesmo sem shows e eventos, o cantor infelizmente precisou tomar tal atitude este mês. A intenção é recontrata-los assim que possível", disse a assessoria de Xand Avião. 

 

A coluna apurou que foram demitidos músicos e funcionários administrativos. Questionamos o número de pessoas afetadas e sobre as negociações, mas as perguntas não foram respondidos pela assessoria do cantor.

 

Perdas com a pandemia

 

O Aviões Fantasy foi um dos eventos afetados em 2020 por conta da pandemia - Foto: Reprodução/YouTube

 

Em 2020, o cantor deixou de realizar eventos com grandes receitas como o projeto Aviões Fantasy. A festa já chegou a reunir cerca de 35 mil pessoas no estacionamento da Arena Castelão, em Fortaleza. Os ingressos possuem preços populares e valores elevados em áreas vip.

 

Desde março do ano passado, o cantor Xand Avião realiza lives com apoio de patrocinadores. Ele reuniu grandes audiências com as transmissões de "Xand Avião e Carvalheira na Fogueira", "Live Modo Xand Avião", "Live Tamo Junto", "Live Festival Expocrato", entre outras. Em 2021, ele foi convidado da apresentação "Buteco" do sertanejo Gusttavo Lima.

 

Apesar da crise no setor de eventos, o cantor de forró — radicado em Fortaleza — não deixou de lançar projetos musicais. O forrozeiro gravou, no ano passado, o DVD "Todos os Ritmos". A produção audiovisual contou com participações Léo Santana, Os Barões da Pisadinha e Lauana Prado.

 

Xand Avião criou escritório

 

Xand Avião chegou a realizar evento de lançamento do cantor Zé Vaqueiro, em Fortaleza - Foto: Divulgação

 

Em setembro do ano passado, o forrozeiro chamou atenção da imprensa com o lançamento da própria produtora — a Vybbe. Xand Avião é ligado ao grupo A3 Entretenimento. Apesar disso, lançou um escritório para agenciar artisticamente nomes da música. O primeiro cantor selecionado pelo forrozeiro foi o pernambucano Zé Vaqueiro

 

Em entrevista exclusiva, Zé Vaqueiro contou como aconteceu o convite de Xand Avião. “Fiquei nessa transição de escritórios, qual escolher. Recebi um convite maravilhoso do comandante que me ofereceu uma proposta e a gente aceitou. Seguramos e apertamos as mãos para crescer com o comandante”. 

 

Um dos nomes mais fortes da nova geração da música, o cantor Zé Vaqueiro já é referência no forró por levantar a bandeira do ritmo piseiro. Natural de Ouricuri, sertão de Pernambuco, o artista é forrozeiro desde criança e hoje vive o seu melhor momento na carreira com apenas 21 anos. Compositor de hits que ganharam as paradas de todo o país, Zé Vaqueiro assina canções como “Vem me Amar”, que foi regravada por vários artistas de alcance nacional. Hoje, o cantor integra o casting de artistas da produtora Vybbe, que o comandante Xand Avião a frente do projeto.

 

Fonte: DiáriodoNordeste

MARCOS WILLIAM 17/03/2021

Romim Mata, dono da banda 'A Loba', e o cantor Luan Andrade anunciaram a parada do grupo de forró na sexta-feira (12). A ausência de shows causada pela pandemia do coronavírus foi um dos motivos que levou a pausa. Em vídeo publicado no Instagram, o vocalista também falou sobre o desligamento para cuidar do filho.

 

"Nós todos estamos vivendo um novo momento, devido à pandemia, a dificuldade, o contato da gente compondo e produzindo e os fãs cobrando muito: 'cadê as músicas?'. Então, resolvemos anunciar a pausa da banda", declarou Romim Mata em vídeo.

 

A banda é conhecida pelo forró romântico. Nos últimos anos, o grupo fez diversos shows na Capital cearense e no Interior do Ceará. As músicas na voz de Luan Andrade são fortes em regiões periféricas. Uma das marcas nas composições é o uivado de um lobo.

 

Assista:

 

 

Ainda na publicação, o empresário falou que não colocará nenhuma uma nova voz masculina e também não tem nenhuma cantora em vista. "A gente fez história juntos. Temos certeza que o que 'A Loba' fez ninguém vai apagar".

 

O cantor Luan Andrade ficou emocionado em vídeo. Com a pausa, ele dedica o tempo a esposa e a filha de um mês. "Só agradecer e gratidão aos fãs por tudo o que fizeram pela gente. Muito obrigado de coração. Agradeço Romim por conceder a honra de ter conhecido ele mais a fundo e ter criado essa relação de pai para filho. Encerramos esse ciclo de uma forma super amigável".

 

Nos comentários da postagem, nomes como Aldair Playboy, Junior Vianna, Igor Guerra, além dos fãs, deixaram mensagem de esperança.

 

Ao Diário do Nordeste, o cantor Romim Mata revelou que seguirá a carreira musical como solista. "Continuo lançando música, compondo e produzindo. Farei isso até o dia que for conveniente. Continuarei com a minha carreira".

 

Fonte: DiáriodoNordeste

 

MARCOS WILLIAM 10/03/2021

O ano de 2021 segue sem a perspectiva da retomada de eventos. No Ceará, Fortaleza vive o segundo lockdown, entre outros municípios do Interior. As lives já não tem a mesma força em arrecadação como no ano passado. A saída para alguns nomes da música foi a venda de bens para manter funcionários. O cantor de forró Junior Vianna, natural de Iracema, foi um dos atingidos com os efeitos da paralisação do setor de eventos e precisou vender veículos e até gado.  

 

Junior Vianna revelou à coluna que tinha dois ônibus e vendeu um deles por R$160 mil. Na garagem, ele também guardava três carros, modelo doblò, e precisou repassar um. Um prédio comercial também entrou na lista de bens negociados pelo cearense. Além de imóveis e veículos, o forrozeiro vendeu 70 touros da raça girolando

 

 

Para poder manter 32 funcionários — instrumentistas, produtores e escritório — durante o ano de 2020 e até agora, ele também precisou negociar salários pela metade. “A gente tocava, em média, 35 shows por mês antes da pandemia. A arrecadação era boa. Caiu para zero”, revelou Junior Vianna. Por mês, a folha de pagamento do forrozeiro gira em torno de R$ 62 mil

 

“Não estamos pagando o salário todo dos músicos. A gente sentou e conversou. Mostramos as dificuldades. Eles mesmo estão sentindo. Estamos pagando a metade. Por exemplo, se o cara ganhava R$3 mil, agora estou pagando R$1,5 mil”. Os últimos eventos realizados pelo forrozeiro aconteceram no Rio de Janeiro, em festas privadas. Outra renda que ajudou em parte a manter a vida do cearense foram valores das produções musicais no YouTube e demais plataformas de streaming. 

 

> Cantor Junior Vianna revela amor por filho que nasceu com microcefalia

 

Assim como Junior Vianna reduziu os salários dos funcionários, milhares de empresas aderiram ao Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm) em 2020. A iniciativa do governo federal autorizava a redução da jornada e do salário do empregado por 25%, 50% ou 70%. A diferença salarial foi paga pela União, por um benefício.

 

  

 

Clipe "Mundo Doente" de Junior Vianna:

 

 

 

O cantor cearense aguarda uma nova rodada do auxílio para poder manter os funcionários. “Não cheguei a dispensar ninguém. Todo mundo segue banda. No próximo mês vamos ver o que farei, pois, tenho que arrumar dinheiro”. 

 

Medidas de isolamento  

 

O governador Camilo Santana (PT) decretou lockdown em Fortaleza no dia 5 de março com duração até o dia 18. No período, somente atividades econômicas consideradas essenciais podem funcionar. A restrição também foi recomendada aos municípios cearenses em situação sanitária mais crítica. Cidades como Catarina, Itapipoca, Pentecoste, Mombaça, Palhano, que possuem agendas de shows pela maioria dos forrozeiros, aderiram ao fechamento de atividades não essenciais. 

 

Junior Vianna diz compreender o enfrentamento contra a doença e que acompanha as transmissões oficiais do governo com medo. “Cada vez que o governador vai para uma live e vai se pronunciar ficamos de orelha em pé. Sabemos que tudo está em jogo. No Ceará está tudo fechado, todas as cidades. Hoje é o Brasil todo que está assim. Ficamos na esperança: ‘Será que vão flexibilizar?’. Esperamos que tudo passe logo”.  

 

Vale destacar que o governo estadual criou um auxílio financeiro para os profissionais do setor de eventos do Ceará no valor de R$1 mil. No caso dos funcionários de Junior Vianna, eles não possuem o direito, pois é vedado a obtenção do benefício para profissionais que tenham emprego formal ativo. 

 

Fonte: DiáriodoNordeste.com