MARCOS WILLIAM 14/01/2021

O cantor e compositor Zé Malhada, "O Rei da Canetada" como é chamado carinhosamente pelo cantores, dono de grandes sucessos de sua composição, hoje sua música "Meia Noite" é uma mais tocadas do Brasil do gênero Forró, e outra música que vem se destacando é a música "Se quiser voltar" de sua composição e Guilherme Dantas.

 

Zé Malhada participou do DVD Evidências da Japinha "Conde do Forró" na noite de Quarta, dia 13 de Janeiro de 2021 em Fortaleza - Ce. O Zé cantou a música "Meia Noite" junto a Japinha Conde em noite inesquecível para o artista. O cantor continua em Fortaleza, pois terá uma série de reuniões, dentre elas uma na empresa A3 entretenimento com o cantor Xand avião.  

 

 

 

O DVD teve várias participações, como Xand Avião, Léo Magalhães, Tierry, Luana Prado, MC Rogerinho e a Dupla Luiza e Maurilio.

 

O DVD teve produção musical é de Rômulo César e a direção geral assinada pela Loop Design e HD Filmes.

 

Liderada pela carismática vocalista Japinha teve destaque em 2020 com a banda alagoana Conde do Forró. Formada em 2013 e precursora do chamado forró de favela (com batidas mais tranquilas e letras românticas), a banda emplacou vários sucessos ao longo de 2020, como “Descontar a Raiva”, ‘Saudade de Mim” e principalmente “Coração Desapegado”, que só no YouTube soma quase 180 milhões de visualizações.

 

Zé Malhada postou várias fotos na suas redes sociais e juntos com os artistas que fizeram parte do DVD.

 

 

 

 

 

 

MARCOS WILLIAM 12/01/2021

Em Entrevista ao programa Revista da Vale no último domingo (10), o diretor presidente da Vale FM Wrias Moura, falou sobre na ampliação dos seus projetos para Elesbão Veloso, tendo em vista a sua preocupação com o desenvolvimento do município,  que notoriamente estagnado em muitos setores, exclusive em eventos e geração de renda.

 

Wrias em sua fala foi enfático em dizer dos seus ideias prósperos para a cidade, apresentando a ampliação de alguns projetos logo após a pandemia, tendo como carro chefe o Grupo Vale de Comunicação, iniciativa comprovadamente sólida.

 

Dentre estes projetos, podemos citar a tão esperada volta do Elesbão Folia em 2021 após a pandemia, evento já conhecido e renomado tanto na nossa região valenciana, quanto no Piauí.

 

 

Um outro projeto ousado e de grande relevância, será a VALE EVENTOS, com ações voltadas para o setor de entretenimento e geração de renda, como também eventos de formação, qualificação dentre outros, possibilitando aos elesbonenses e região a convivência com eventos de grande porte em parceria com a maior empresa de eventos do Piauí (Kalor Produções) e outros parceiros.

 

 

O Jornalista ainda falou sobre o aniversário da VALE FM, onde completará nos próximos dias 31 anos de sua existência quando ainda era AM e um ano de Vale FM.  O mesmo falou sobre a simbologia do aniversário da rádio em sua vida, pois é comemorado também na data do seu aniversário, 20 de Janeiro e ter tornado algo emblemático, ainda quando radio Vale do Coroatá, atualmente VALE FM AFILIADA AO GRUPO MEIO NORTE DE COMUNICAÇÃO, tendo se tornado um empreendimento de sua propriedade, razão pela qual, pretende potencializar as festividades desta data.

 

Assista a entrevista na integra: 

 

MARCOS WILLIAM 10/01/2021

Apadrinhado por Xand Avião e uma das grandes apostas para o cenário musical de 2021, o forrozeiro ocupa a 15ª posição no concorrido ranking “Viral” do Spotify e lidera a categoria em Fortaleza-CE.

 


Mesmo sem subir nos palcos para lançar carreira oficial, o cantor Nattan conseguiu um feito que muitos veteranos batalham - e muito - para alcançar: viralizar com um hit de sucesso em todo Brasil. Atípico também é o tempo que o forrozeiro levou para chegar ao topo das paradas musicais: apenas dois meses, desde que começou a usar o nome Nattan como marca. Mesmo com carreira profissional em etapa inicial, Nattan já é considerado uma das grandes apostas do cenário musical em 2021.

 

 

 

Com o single “Não te Quero”, versão em português (Cleber Show) da música “Heaven” (Bryan Adams e Ju Vallance), Nattan ocupa a 15ª posição no concorrido ranking “Viral” do Spotify e é líder da categoria em Fortaleza, Ceará. Além de ultrapassar a marca dos dois milhões de plays na plataforma Sua Música. Os números alcançados por engajamento totalmente orgânico, servem de termômetro para mostrar que o trabalho do artista está sendo bem aceito pelo público, mesmo sem shows.

 

 

 

 


Apesar da pouca idade, hoje com 21 anos, chama atenção pela voz forte, timbre marcante e uma pegada autêntica e irreverente que faz sucesso, principalmente, entre o público jovem. Apadrinhado por Xand Avião, Nattan mostrou ter potencial para uma carreira em ascensão e promete ser uma das maiores revelações do mercado forrozeiro. Não é à toa que o instagram oficial do cantor ganha em média 10 mil seguidores por dia.

 

 

 

 

 

 

SOBRE NATTAN

 

 

 

Nascido em Sobral e criado em Tianguá, Natanael Cesário dos Santos, o Nattan, chegou a cursar Engenharia Civil, mas foi na música que ele resolveu investir seu tempo. Começou a cantar aos 15 anos na escola e em bares e restaurantes do interior do Ceará. Passou por algumas bandas de forró e já usou nomes como "Nathan Farra" e "Nathanzinho".

 

 


FONTE: MeioNorte.com #Entretenimento

MARCOS WILLIAM 07/01/2021

Cantor Genival Lacerda morre aos 89 anos no Recife

 


O cantor e compositor Genival Lacerda morreu aos 89 anos, no Recife, em decorrência de complicações da Covid-19, nesta quinta-feira (7). A informação foi confirmada pelo filho do artista, João Lacerda.

 

O artista foi internado no dia 30 de novembro de 2020, no Hospital Unimed I, na Ilha do Leite, na área central da capital pernambucana. Com Covid-19, ele foi levado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

No dia 4 de janeiro, Genival Lacerda teve uma piora no quadro de saúde, segundo o boletim divulgado pela família. Na quarta (6), a família havia iniciado uma campanha de doação de sangue para o cantor.

 

Em 26 de maio de 2020, Genival Lacerda havia sofrido um Acidente Vascular Cerebral Isquêmico (AVC) e deu entrada no Hospital d’Ávila, na Zona Oeste da capital pernambucana. Recuperado, ele teve alta três dias depois de ser internado. 

 

 

 

 

 


Genival Lacerda foi um dos grandes nomes do forró e, com carisma e irreverência, se tornou um ídolo popular. Conhecido por todo o Brasil durante 64 anos de carreira, era um símbolo da cultura do Nordeste.

 

 

O cantor e compositor nasceu em Campina Grande, na Paraíba, em 5 de abril de 1931. Chegou a trabalhar na cidade como radialista, mas fez a primeira gravação como cantor quando já morava em Recife, para onde se mudou em 1953.

 

 

Genival gravou seu primeiro disco em 1956, um compacto duplo com "Coco de 56", escrito por ele e João Vicente, e o xaxado "Dance o xaxado", feito por ele com Manoel Avelino.

 


Ele gravou diversos álbuns e ficou conhecido pelo Nordeste como músico e radialista durante esta fase no Recife.

Em 1964, se mudou para o Rio de Janeiro. A consagração nacional veio com "Severina Xique Xique", de 1975. O refrão "ele tá de olho é na butique dela" virou sua marca.

Em seguida, vieram sucessos como "Radinho de pilha", "Mate o véio" e "De quem é esse jegue", que consolidaram o estilo bem humorado do "seu Vavá", como também era conhecido.

 

 

O músico viveu no Rio durante o auge da popularidade do forró no Sudeste, e conviveu com outros artistas fundamentais do estilo como Dominguinhos e Luiz Gonzaga.

 

Com Jackson do Pandeiro, teve uma relação ainda mais próxima, mesmo sendo bem mais novo. A irmã de Jackson, Severina, foi casada com um irmão de Genival.

Desde os anos 90, voltou a morar no Recife. Nos últimos anos, não tinha novos sucessos nas rádios, mas manteve o ritmo de shows e o reconhecimento popular.

 

 

No final de 2017 recebeu no Palácio do Planalto a medalha da Ordem do Mérito Cultural (OMC). Na cerimônia, Genival tirou seu chapéu estampado de bolinhas ao passar diante do então presidente Michel Temer.

 

 

FONTE: G1.COM

MARCOS WILLIAM 22/12/2020

O Clube Recreativo Elesbonense, está em preparativos para a Eleição da sua diretoria, que acontecerá no dia 27 de dezembro de 2020.

 

É importante ressaltar que a referida entidade, passou recentemente por uma reorganização de suas atividades, como bem, de seu quadro de sócios e estrutura física.

 

Esta diretoria, que tem à frente, como presidente, o empresário Domingos Alves Ferreira, demonstrou bastante afinco e determinação diante dos objetivos da referida casa. Agora, renovam-se alguns mandatos, de acordo com o estatuto e novos membros ingressam na empreitada de manter viva a chama social e cultural do Clube Recreativo.

 

Chapa Ação e Perseverança Biênio: 2021/2022 – Diretoria

 

Cargo  

 

PRESIDENTE: Domingos Alves Ferreira

VICE-PRESIDENTE: Maria Ivone Rodrigues dos Santos

SECRETARIA: Acilino Alves de Carvalho Neto  

TESOUREIRO: Antônio Marcos Leal Veras

 

Conselho Fiscal

 

Agostinho Alves Ferreira de Sousa

Francisco Elias de Sousa

Antônio de Castro Barbosa

 

Suplentes do Conselho Fiscal  

 

Edilberto Mendes Loiola

Edmundo Rodrigues de Moura

Juraci Onias Macedo da Silva

 

Acompanhe a fala do atual presidente e candidato a reeleição do CRE Domingos Alves Ferreira:

 

MARCOS WILLIAM 20/12/2020

A atriz Nicette Bruno morreu na manhã deste domingo (20), aos 87 anos. Ela estava internada com Covid-19 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Casa de Saúde São José, no Humaitá, Zona Sul do Rio.

 

De acordo com o boletim médico divulgado neste sábado (20), o estado de saúde de Nicette “era considerado muito grave”. Ela estava sedada e dependente de ventilação mecânica.

 

A informação da morte foi confirmada pela hospital por volta das 13h20.

 

 

A filha de Nicette Bruno, a também atriz Beth Goulart, fez uma corrente de oração nas redes sociais para a recuperação da mãe. Na última publicação, ela deixou um recado para seus seguidores e afirmou que “a fé nos fortalece.

 

“Vamos orar pela melhora dela, pela cura dela. E, neste momento, aproveite para orar para você também e sua família. Para que você encontre as soluções necessárias para qualquer obstáculo e situação difícil que está vivendo. A fé nos fortalece em qualquer situação”, diz Beth em vídeo.

 

A filha de Nicette Bruno, a também atriz Beth Goulart, fez uma corrente de oração nas redes sociais para a recuperação da mãe. Na´última publicação, ela deixou um recado para seus seguidores e afirmou que “a fé nos fortalece.

 

“Vamos orar pela melhora dela, pela cura dela. E, neste momento, aproveite para orar para você também e sua família. Para que você encontre as soluções necessárias para qualquer obstáculo e situação difícil que está vivendo. A fé nos fortalece em qualquer situação”, diz Beth em vídeo.

 

Relembre trajetória

 

 

Nicette Xavier Miessa nasceu em Niterói (RJ), no dia 7 de janeiro de 1933. Começou a carreira ainda pequena, aos 4 anos, em um programa infantil na Rádio Guanabara.

 

Ela dizia que até por isso resolveu adotar o sobrenome da mãe, Eleonor Bruno Xavier, de família com tradição artística.

 

Com cerca de nove anos de idade, a jovem tomou gosto pelo teatro ao ingressar no grupo da Associação Cristã de Moços (ACM).

 

Depois disso, passou pelo Teatro Universitário e pelo Teatro do Estudante, criado pelo ator Paschoal Carlos Magno.

 

Aos 14 anos, já era atriz profissional na Companhia Dulcina-Odilon, da atriz Dulcina de Morais, na qual estreou na peça "A filha de Iório". Pela atuação como Ornela, recebeu prêmio como atriz revelação da Associação Brasileira de Críticas Teatrais.

 

A paixão pelo teatro também teve reflexo na vida pessoal. Aos 19 anos, conheceu Paulo Goulart, com quem compartilhou quase 60 anos de casamento, ao contracenar com o ator na peça "Senhorita Minha Mãe", no Teatro de Alumínio, futuro Paço Municipal, em São Paulo.

 

 

Os dois se casaram dois anos depois, em 1954, e ficaram juntos até a morte de Paulo, em 2014. Juntos, tiveram três filhos que seguiram a carreira dos pais: Paulo Goulart Filho, Bárbara Bruno e Beth Goulart.

 

"Eu e Paulo tínhamos uma afinidade cênica muito grande. Tanto que nos conhecemos em cena, né?", disse a atriz.

 

"Trabalhar juntos era muito bom, porque tínhamos a mesma seriedade, sabíamos separar a nossa relação. Quando estávamos em cena, éramos personagens, não a nossa individualidade."

 

O casal também fundou em 1953 a companhia Teatro Íntimo de Nicette Bruno, que teve participação de nomes como Tônia Carrero e Walmor Chagas.

 

Pouco tempo antes, começou também sua carreira na televisão. Em 1950, com a estreia da TV Tupi, participou de recitais e de teleteatros.

 

"Tudo isso era a época de televisão ao vivo, não havia ainda o videoteipe. Nós fazíamos televisão como fazíamos teatro. Era um teatro televisionado", afirmou Nicette. "Com o videoteipe, começou-se a se criar uma nova linguagem de atuação em televisão."

 

Na emissora, atuou na primeira adaptação do "Sítio do Picapau Amarelo", exibida entre 1952 e 1962. Anos depois, estrelaria uma segunda versão da obra de Monteiro Lobato, produzida pela Globo entre 2001 e 2004, como Dona Benta.

 

“O diretor Roberto Talma queria que a Dona Benta tivesse uma identificação com a criança de hoje, mas preservando a essência da personagem", contou sobre a atuação.

 

"Achei muito interessante a ideia de ela se comunicar com o Pedrinho via internet, ao mesmo tempo dizendo ao neto: 'Olha, tem tempo que você não me escreve uma carta ou um bilhete. Não devemos nos comunicar só por meio do computador. A emoção da escrita é muito grande, e eu quero sentir essa sensação'. Fiquei conhecida pelo público como Dona Benta."

 

 

Após trabalho na TV Continental com Paulo Goulart, estreou em sua primeira novela com "Os fantoches", em 1967, na TV Excelsior.

 

Voltou então à Tupi para grandes sucessos, como "Meu pé de laranja lima" (1970), "Éramos seis" (1977) e "Como salvar meu casamento" (1979) – inacabada, a novela foi a última da extinta emissora.

 

Nicette foi para a Globo em 1981 após convite do diretor e ator Fabio Sabag para fazer parte do elenco do seriado "Obrigado, doutor" como a freira Júlia, auxiliar do protagonista interpretado por Francisco Cuoco.

 

Na emissora, sua primeira novela foi "Sétimo Sentido" (1982), de Janete Clair. Na obra, deu vida a Sara Mendes, mãe da paranormal de Regina Duarte.

 

Depois, esteve em "Louco Amor" (1983), de Gilberto Braga, na qual interpretava a cozinheira Isolda.

 

"Era uma personagem interessantíssima, que guardava o segredo da novela. Foi um trabalho muito contido. Só no fim é que a personagem tinha uma grande cena, na qual se esclarecia o grande mistério da história", disse sobre o trabalho.

 

Ao longo dos anos, integrou elencos de novelas como "Selva de Pedra" (1986), "Rainha da Sucata" (1990) e "Mulheres de areia" (1993).

 

Em 1997, interpretou sua primeira vilã em novelas da Globo, a malvada Úrsula, em "O amor está no ar".

 

Depois de anos no novo "Sítio do Picapau Amarelo", voltou a novelas em 2005 como a Ofélia de "Alma Gêmea", de Walcyr Carrasco. Depois, esteve em outra obra do autor, "Sete pecados" (2007), como Juju, grande amor do personagem de Ary Fontoura.

 

Nos últimos anos, passou por novelas como "A vida da gente" (2011), "Salve Jorge" (2012), "Joia Rara" (2013), "I love Paraisópolis" (2015) e "Pega Pega" (2017).

 

Em 2020, foi homenageada na versão da Globo de "Éramos seis" ao interpretar madre Joana, uma freira que na reta final encontrava Lola (Gloria Pires), personagem que deu vida na original da TV Tupi.

 

Mesmo com o sucesso na televisão, a atriz nunca deixou o teatro, e integrou a maior parte dos principais grupos do país, recebeu prêmios e foi celebrada.

 

Fonte: G1

MARCOS WILLIAM 15/12/2020

Muitos artistas estão lançando seus CDs de verão agora em dezembro e um deles é o Comandante Xand Avião. O CD dele ainda é um mistério, mas nas redes sociais nós podemos ter algumas ideias de como ele vai chegar. Algo que já está confirmado é que o novo CD terá nada mais, nada menos do que dez músicas inéditas.

 

Sobre as músicas já conhecidas que estarão no CD, não sabemos muito, mas uma certeza é que os fãs poderão ouvir a versão de Xand do sucesso de Tarcísio do Acordeon, Meia-noite.

 

 

E sobre a data de lançamento? Ela ainda não foi confirmada, mas nas redes sociais foi confirmado que o CD estará disponível antes do Natal.

 

Fonte: SUAMUSICA.COM

MARCOS WILLIAM 15/12/2020

Show " Pré Natal Vip" em Barro Duro-PI é cancelado.

 

O show estava previsto pra próxima terça, dia 22 de Dezembro na casa de shows Longazão com os artistas Tarcisio do Acordeom, A Japa, Jeffinho Costa e outras atrações.

 


"O Show foi cancelado pelo pedido do Ministerio Público que no sábado (12), valendo para os municípios de Barro Duro, Passagem Franca do Piauí, São Miguel da Baixa Grande, São Félix do Piauí, Prata do Piauí e Santa Cruz dos Milagres. A solicitação leva em consideração o risco iminente do contágio e disseminação da covid-19.

 


No pedido, o promotor pede também que seja estipulada multa em caso de descumprimento da ordem, em valor não inferior a R$ 200.000,00, para cada caso.

 

O representante do Ministério Público utilizou como ponto de partida um evento marcado para acontecer na casa de shows Longazão, na cidade de Barro Duro.

 

No documento, ele destaca que o evento coloca em desrespeito o atual contexto de pandemia que se vive, implicando em perigo concreto de aglomeração de pessoas, com potencial para descumprir as normas vigentes de combate à referida pandemia, expondo os riscos à saúde e a vida de cidadãos e demais envolvidos. 


O documento menciona ainda, outros eventos marcados para acontecer no município."

 

Os organizadores cancelaram o show na noite de ontem (14) em uma nota nas redes sociais. 

 

ACOMPANHE A NOTA


NOTA DE ESCLARECIMENTO:

 

Venho por meio desta nota prestar os devidos esclarecimentos sobre o evento que estava previsto para acontecer dia 22 de dezembro em Barro Duro-PI, tentamos de todas as formas realizar o evento em Barro Duro e em cidades próximas, mas infelizmente estamos passando por um momento delicado com um novo aumento de casos da COVID-19. Quero externar minha gratidão a todos que confiaram no meu trabalho e nos ajudaram no recorde de vendas de ingressos antecipados, significa que temos muita credibilidade na cidade, tenham certeza que iremos continuar prezando por isso! Esperamos que esse momento difícil passe logo e que possamos realizar nossos eventos levando diversão para todos barrodurenses como sempre fizemos.

 

Ass: Antônio Gomes @pagodaodogomes

 

AVISAMOS A TODOS QUE ADQUIRIRAM OS INGRESSOS ANTECIPADOS QUE A DEVOLUÇÃO DO DINHEIRO SERÁ REALIZADA DIA 17/12, QUINTA-FEIRA, A PARTIR DAS 8:00 NA CASA DE SHOWS LONGAZÃO.

 

QUEM ADQUIRIU EM OUTRAS CIDADES, PROCURE OS POSTOS DE VENDA PARA DEVOLUÇÃO DO DINHEIRO.

 

Mais informações: 99982-7800 falar com: Antônio Gomes


 
FELIZ NATAL E UM PRÓSPERO ANO NOVO A TODOS!"

MARCOS WILLIAM 11/12/2020

Ministério Público de Elesbão Veloso, que é a instituição que tem a função constitucional de defender a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses sociais, especialmente o direito à saúde de todos, garantindo e promovendo as medidas necessárias à sua pratica, considerando os Decretos Estaduais e Municipais expedidos durante este período de pandemia do COVID-19.

 

E considerando a crescente de casos, que é caracterizada como 2ª onda de disseminação da COVID-19, e tem possibilidade de implodir a capacidade de atendimento médico-hospitalar do sistema único de saúde (SUS).

 

O Ministério Público Estadual, na pessoa do Promotor de Justiça deste município, O Sr. JOSÉ WILLIAM PEREIRA LUZ, decidiu RECOMENDAR AOS MUNICIPIOS DE: ELESBÃO VELOSO, FRANCINÓPOLIS, VÁRZEA GRANDE, TANQUE DO PIAUÍ E BARRA D’ALCÂNTARA E AOS COMANDANTES DOS GPM DOS RESPECTIVOS MUNICÍPIOS, QUE:  

 

1. Os Prefeitos que não permitam a realização de eventos em locais públicos, bem como para que orientem às equipes administrativas, inclusive Secretários de Saúde e Coordenadores de Vigilância Sanitária e Combate à COVID 19, para que procedam à fiscalização das normas de segurança sanitária previamente expedidas em nível municipal, estadual e federal – especialmente a recente Recomendação Técnica nº 24/2020 do PRÓ PIAUÍ;

 

2. Aos Comandantes do GPM que, em trabalho conjunto com a Vigilância Sanitária, atuem no sentido de coibir tais eventos, a fim de que, constatada a desobediência às regras sanitárias, sejam realizados os procedimentos necessários, tal como lavratura de Termo Circunstanciado de Ocorrência pela prática do crime tipificado no art. 268 do Código Penal, expedindo comunicação a esta Promotoria de Justiça.

 

Ministério Público de Elesbão Veloso, também requereu a apresentação de resposta em até 10 dias sobre o oficio recomendatório nº 10/2020 expedido dia 08 de dezembro de 2020.

MARCOS WILLIAM 08/12/2020

 

Em 2020, só deu ela. Marília Mendonça parece ter dito tudo o que os brasileiros quiseram ouvir no isolamento causado pelo coronavírus. Resultado: a rainha da sofrência também reinou absoluta nas paradas musicais de 2020.

 

Marília lidera as listas de artistas mais ouvidos de 2020 no Spotify e no Deezer, duas das principais plataformas de streaming do país.

 

Ela também tem o clipe mais visto do ano pelos brasileiros no YouTube e a live mais assistida do mundo na plataforma, à frente de nomes como o fenômeno sul-coreano BTS e do tenor italiano Andrea Bocelli.

 

Mas o que explica todo esse sucesso, num ano tão difícil para os artistas?

 

'Sofrência' na quarentena

 

 

Além da qualidade musical de Marília - uma máquina de hits, desde antes de se lançar como cantora, em 2014 -, outros fatores podem ajudar a explicar esse fenômeno.

 

O primeiro deles: a adaptação do sertanejo a um ano que desafiou a indústria musical. O gênero sobressaiu nos rankings do Spotify, Deezer e YouTube, cedendo espaço a alguns poucos nomes do forró e do pop.

 

Em um ano nada festivo, o funk, gênero que chegou a disputar com o sertanejo o topo das paradas em anos anteriores, perdeu lugares em algumas dessas listas. Na lista de artistas mais ouvidos do Spotify, por exemplo, não há nenhum funkeiro.

 

Nas lives, astros do sertanejo foram responsáveis por dar o ar de superprodução que o formato ganhou no Brasil. Os shows on-line do isolamento começaram com apresentações caseiras de popstars globais, como Chris Martin, John Legend e Elton John.

 

Alguns artistas brasileiros foram criticados por reunirem um número considerado alto de músicos e técnicos em suas lives, em meio à pandemia. Mesmo assim, a sofisticação ajudou a alavancar a audiência das transmissões do sertanejo.

 

Não à toa, oito das 10 lives mais vistas do YouTube no mundo são brasileiras. Dessas oito, sete são de sertanejo, sendo duas de Marília, que além da liderança, ocupa também a oitava posição.

 

Ano intenso

 

 

2020 foi um ano intenso pra Marília Mendonça. A cantora está vivendo a experiência de ser mãe pela primeira vez, após o nascimento de Leo, no fim do ano passado.

 

Em dezembro, ela anunciou uma pausa na carreira. Mas, mesmo durante a licença-maternidade, não parou de lançar música. "Graveto", que teve o clipe mais assistido do ano, saiu durante esse período e logo virou sucesso.

 

Em março, sua volta aos palcos teve shows lotados. Logo veio a pandemia, mas Marília não deixou de ser notícia.

 

Em julho, ela anunciou o término da relação com o também músico Murilo Huff, o que gerou expectativas sobre um novo disco da cantora. Marília tem dado pistas sobre o novo trabalho. Segundo ela, "vêm aí as mais tristes da carreira".

 

Por tudo isso, durante todo o ano, a cantora esteve em evidência, seja pela música ou por episódios da vida pessoal. O que pode também ter ajudado a levá-la ao topo em 2020.

 

Crise de ansiedade

 

Outro ponto que sempre contribuiu para a carreira de Marília é a relação próxima e transparente com os fãs. A eles, ela não esconde que, como muita gente, teve a saúde mental abalada pelo ano de pandemia.

 

Na última quarta-feira (2), a cantora publicou um desabafo nas redes sociais, relatando uma crise de ansiedade que sofreu por se sentir "paralisada na vida, de mãos atadas".

 

 

Anteontem me deu uma crise de ansiedade danada. Fiquei andando de um lado pro outro da casa. Não consegui me concentrar em nada que me propus a fazer. Tentei o curso de inglês, o de espanhol, o de culinária (que inclusive, virou fuga nesses tempos), o de italiano. Tentei de tudo

— December 2, 2020

"Julguei meu processo criativo, me perguntei o que fiz esse ano, me senti abandonada, esquecida, como se tudo que tivesse feito fosse substituível", escreveu.

 

Marília contou que seu humor mudou quando se deparou com as notícias sobre o sucesso de seu repertório em 2020. "Eu me calei pra entender que, quando é feito com amor, não é substituível, e que isso é perceptível ao público."

 

E continuou: "Disse pra mim mesma, com muito carinho: 'Não tá sendo fácil pra ninguém, pequena. Você não tá atrasada, o mundo atrasou, respira. Quando tudo voltar, as pessoas que te amam vão estar lá'."

 

Fonte: G1