Inhuma
MPPI na Inhuma quer mais fiscalização em ônibus e pessoas em quarentena 18/04/2020

O Ministério Público do Piauí (MPPI), por intermédio do promotor Dr. Paulo Maurício Araújo Gusmão, da cidade de Inhuma, expediu recomendação administrativa nesta sexta-feira (17) para que a Prefeitura de Inhuma, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde, adote todas as providências necessárias para intensificar as medidas sanitárias já em curso que visam à prevenção ao contágio pelo Novo Coronavírus (COVID-19) no município.

O promotor quer que a gestão municipal seja mais incisiva no monitoramento da quarentena e isolamento das pessoas notificadas e que aumente a fiscalização sobre o transporte coletivo interestadual clandestino que chegam ao município, assim como quer que sejam identificados com fotografias o nome da empresa e a placa dos ônibus para posterior envio a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT).

Em outra solicitação, o Ministério Público quer que a prefeitura envie ao mesmo com as devidas provas a relação das pessoas que foram notificadas e que estejam descumprindo a quarentena ou isolamento.

O promotor advertiu que caso a prefeitura não adote as medidas observadas, a gestão poderá ser responsabilizada com medidas judiciais cabíveis.