Brasil
Cidades do Rio, Minas e São Paulo registram apagão 19/09/2021

Várias cidades do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo registram apagão por mais de uma hora na noite de sábado (18.set). De acordo com a concessionária de distribuição de energia Enel Distribuição Rio e a Energisa, que atende a Zona da Mata, em MG, informaram ao SBT News que o apagão demorou por cerca de uma hora nas regiões afetadas.

 

 

Nas redes sociais da empresa de distribuição que atende 13 cidades do Rio de Janeiro, foi informado que a energia foi reestabelecida às 22h32.

 

 

"Informamos que uma perturbação na rede de transmissão de  Furnas causou interrupção no fornecimento de energia em parte da região dos Lagos, Macaé, Cantagalo e Teresópolis nesta noite. O fornecimento foi normalizado para todos os clientes às 22h32".

 

 

Ainda em nota a Enel explica que está em contato com Furnas e o Operador Nacional do Sistema Elétrico para verificar o que aconteceu.

 

 

Cidades do Rio, Minas e São Paulo registram apagão

 

 

Em Minas Gerais, cidades como Muriaé, São João Nepomuceno, Rio Novo, Rochedo de Minas e outras cidades da Zona da Mata também foram afetados pelo apagão.

 

 

A reportagem do SBT News procurou a assessoria de imprensa da fornecedora Energisa que respondeu confirmando o problema e divulgou a nota abaixo:

 

 

A Energisa informa que uma ocorrência na Subestação Rocha Leão de Furnas afetou as Supridoras Light e Enel, que abastecem as concessões de Minas e Nova Friburgo, foi responsável pelas interrupções de energia na noite de ontem, 18 de setembro.

 

A situação que impactou Nova Friburgo e 60 municípios da concessão de Minas Gerais teve início às 21h21min e a Energisa atuou de imediato para minimizar o problema aos seus clientes, conseguindo restabelecer o sistema de forma gradativa.

 

A situação foi normalizada para 100% dos municípios impactados às 22h. A equipe da Energisa continua acompanhando a situação, de prontidão 24 horas, e em contato com as Supridoras e o ONS (Operador Nacional do Sistema), que é responsável pela análise do que ocasionou a ocorrência.

 

 

 

Fonte: SBTnews