Mundo
Coreia do Norte lança míssil intercontinental e se prepara para teste nuclear de alta escala 25/05/2022

O exército da Coreia do Sul informou que três mísseis da Coreia do Norte foram disparados nesta quarta-feira, 25, incluindo um que se acredita ser seu maior míssil balístico intercontinental, o Hwasong-17. De acordo com o vice-conselheiro de segurança nacional da Coreia do Sul, Kim Tae-hyo, a Coreia do Norte também parece ter realizado vários experimentos com um dispositivo de detonação em preparação para seu sétimo teste nuclear, mas que é improvável que a próxima testagem ocorra nos próximos dias – há semanas as autoridades americanas e sul-coreanas tem alertado para essa possibilidade. “A chance de um teste nuclear iminente, em um ou dois dias, é baixa, mas depois disso certamente há uma chance”, declarou Kim.

 

O lançamento, o mais recente de uma série de testes com armamentos realizados por Pyongyang este ano, ocorre em um momento em que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, conclui uma viagem à Coreia do Sul e ao Japão. O vice-conselheiro de segurança nacional da Coreia do Sul também informou que os testes em questão estão sendo conduzidos longe do principal local de testes nucleares da Coreia do Norte, que é vigiado com atenção por Seul. “As autoridades norte-coreanas estão perto da fase final de preparação de um teste nuclear com a escala e a qualidade que desejam”, informou a autoridade sul-coreana a repórteres.

 

Os Estados Unidos e a Coreia do Sul reagiram à provocação e dispararam mísseis terra-terra em resposta ao suposto ICBM (míssil balístico intercontinental), informou o exército de Seul, acrescentando que também foram realizados exercícios de disparo real, incluindo testes de mísseis superfície-superfície envolvendo o Sistema de Mísseis Táticos do Exército dos EUA (ATACMS) e o Hyunmoo-2 SRBM sul-coreano, disseram militares dos dois países. Eles também fizeram outras demonstrações militares de força, como dezenas de caças em uma formação “Elephant Walk”, destacando a política mais dura do novo presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol, sobre os testes de armas acelerados da Coreia do Norte.

 

 

 

 

 

Fonte: Jovempan.com